top of page

Parcelamento de férias, sabe como pode ser feito?

Você sabe como é possível realizar o parcelamento de férias de acordo com a legislação trabalhista? O parcelamento das férias é uma prática comum em muitas empresas, mas é importante entender as regras estabelecidas para garantir que tanto empregadores quanto empregados cumpram com suas obrigações legais.


De acordo com a legislação vigente, o parcelamento de férias deve respeitar algumas regras básicas. Ressaltamos que situações mais benéficas podem ser garantidas por acordos ou convenções coletivas. As possibilidades de parcelamento incluem, de forma exemplificativa:


  • 15 dias + 5 dias + 10 dias ou 14 dias + 9 dias + 7 dias: O parcelamento de férias pode ser feito em três partes, mediante a concordância do empregado, proporcionando flexibilidade e atendendo as necessidades de ambas as partes.


  • 20 dias + 10 dias: Outra opção é dividir as férias em duas partes, com 20 dias iniciais e 10 dias subsequentes. Isso pode ser útil em casos em que o empregado deseja um período mais longo de descanso no início e outro menor em outro momento do ano.


Destacamos que qualquer parcelamento deve ser acordado entre empregador e empregado, respeitando o que estipula a legislação vigente.


  • 30 dias corridos: É importante lembrar que o trabalhador tem o direito de usufruir de 30 dias corridos de férias, sem parcelamento, se assim preferir.


É fundamental que ambas as partes estejam cientes das regras e estejam de acordo com a divisão das férias. O não cumprimento das normas pode resultar em penalizações para o empregador. Portanto, é recomendável consultar um advogado trabalhista para garantir que a legislação e as normas sejam cumpridas.


Na Damião & Flores, estamos à disposição para esclarecer dúvidas sobre questões trabalhistas, incluindo o parcelamento de férias. Entre em contato conosco para obter orientações e garantir o cumprimento da lei.


1 visualização0 comentário

Σχόλια


bottom of page